KATHY CASTRICINI


Menina/mulher carioca de 29 anos, casada, mãe de um casal, apaixonada pela cor rosa e tudo que envolve o mundo feminino.

saiba mais

Oie amores.

Tudo bom gente linda?!. Resolvi criar esse quadro para vocês conhecerem ainda mais o meu EU, e criarmos uma conexão ainda maior, e como quando eu comecei nesse mundo digital, o primeiro nome do meu Canal do Youtube que eu dividia com uma amiga ( Jessica Vasconcelos ), era o Conexão Pink, resolvi chamar este quadro no nosso site de Conexão Influencer

Hoje, eu vou falar sobre como iniciei minha vida nesse mundo digital, apenas um resumo, porque conto mais detalhado no livro que vou lançar em breve.

Tudo começou há mais ou menos 10 anos atras, eu tinha 19 anos, casada, tinha um filho de quase 1 aninho (Kaick), e era apaixonada pela cor rosa. Procurando por comunidades pink no Orkut, me deparei com uma, onde existiam meninas que eram chamadas de “capas de comunidade”, tinham muitos fakes que usavam suas fotos e eu pensei: Quero ser essa menina haha , pq não?. Ia ser incrível ser “famosinha” ter minhas fotos espalhadas pelas comunidades, mas daí, já comecei me deparando com um fato que dificultava que eu conseguisse ser uma daquelas meninas, a maioria delas tinham absolutamente tudo que uma menina sonhava: quarto rosa lindo, roupas novas e lindas, acessórios lindos, tinham tudo que para mim, naquele momento, era impossível, pois minha situação financeira não era boa. Eu não tinha mãe e/ou pai que pudesse bancar minhas vontades, meu marido da época, não trabalhava, eu não tinha um emprego e nem podia trabalhar, pois tinha que cuidar do meu filho pequeno e meu marido não aceitava que eu trabalhasse. Mas eu sempre tive uma vida financeiramente apertada, mas graças a Deus, nunca passei fome, porém nunca tive “luxos” na minha vida. Ainda bem, que sempre fui muito criativa e conseguia reaproveitar vários tecidos e transformar em coisas legais, usando os poucos recursos que tinha para fazer com que as pessoas me notassem, e enfim, eu consegui me tornar uma daquelas meninas que viravam capa de comunidade!. com isto, fui conhecendo várias meninas que faziam parte deste mundo e logo surgiu a época do mundo das Youtubers. Poucas meninas, poucas mesmo, tinham canal no Youtube, e eu pensei, porque não criar o meu canal?!., Para as pessoas me conhecerem, mas eu morria de vergonha, tinha medo de como as pessoas iriam reagir, e conversando com a Jessica, resolvemos criar um canal juntas, onde cada dia uma postava um video, e assim, fomos conquistando um público ainda maior. A Jessica não era muito digital, era eu que editava e subia no youtube que ela fazia, eu inventava vinhetas, coisas para melhorar edição, capa de vídeo, designer do blog, eu sempre fui muito boa nesta parte do mundo digital, modestia parte haha.

Eu sei que vc quer rir dessa maquiagem kkkk na época era maravilhosa eu juro kkk

Jessica passou por um momento ruim e resolveu abandonar o canal, e eu resolvi começar do “zero” em um canal só meu, pois eu ja não me via fora da internet, eu sempre quis ser famosa , e mesmo que eu não ganhasse dinheiro com isto, eu tinha muitas pessoas que me seguiam, amavam ver meus videos, diziam o quanto eu fazia bem a elas, e naquele momento da loucura que estava minha vida (minha mãe tinha morrido, descobri que meu pai não era quem eu sempre achava que era, me divorciei, tudo ao mesmo tempo), era algo que me preenchia e me fazia extremamente feliz.

Quando me divorciei, encontrei uma realidade ainda mais difícil de se levar, cuidar de filho sozinha, voltar a morar na casa da minha avó, trabalhar, tinha acabado de conhecer meu pai biológico, não tinha internet boa para subir os videos na casa da minha avó, com tantas dificuldades no mundo real, eu me afastei do mundo virtual por um ano praticamente. Neste período, se eu postei 4 videos no ano inteiro foi muito, mas a paixão que eu tinha em estar na internet sempre foi muito forte.

Esse ai na foto é meu irmão Kevin.
Não rir das minhas fotos, não sei como mas fazia sucesso na época kkkk

Nesta época, eu não imaginava que hoje eu trabalharia com isto, que ganharia grana, muitaaaa grana com isto, uma garota que veio da realidade onde R$2,00 (dois reais) fazia muita diferença no mês da minha família, o que eu ganho hoje é realmente surreal pra mim.

Depois desse 1 ano “off”, eu descobri que eu podia ganhar dinheiro, lembro exatamente de quando eu vi na minha conta R$400,00 (quatrocentos reais) para receber, eu fiquei chocada, como assim R$400,00 por videos que eu mal me dediquei durante aquele ano?!., Era quase o valor do meu salário de 1 mês trabalhando muito, todos os dias, que na época era R$ 650,00 (seicentos e cinquenta reais), sendo que, eu odiava meu trabalho e perdia todo meu dia fazendo algo que não me fazia feliz.

Eu falei pra mim: Katheryne, se joga nisso!, você ama gravar videos, você ama ser “famosinha”, você ama esse mundo, vc amaaaaaa tudo isso, pq não se jogar de cabeça nisso tudo?!. E eu me joguei, peguei aqueles R$400,00 pedi minha avó um empréstimo para completar e comprar minha primeira cãmera profissional e focar totalmente nesse sonho de trabalho.

continua no proximo post…

Você também vai gostar

    Planner Influencer – organizando publicidades #2
    Planer Digital Influencer para imprimir

Deixe uma resposta para kathyc Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

48 Comments

desenvolvido por